segunda-feira, 22 de abril de 2013

Geração Fast-Food


Você já ouviu falar sobre a Geração Coca-Cola? Foi uma geração dos anos 80 que tinha grande influência dos Estados Unidos, mesmo ainda tendo grandes influências de fora, hoje somos conhecidos como a Geração Fast-Food. Porque queremos tudo de forma rápida, de fácil mastigação, deglutição, onde ninguém quer "perder" tempo com manuais para aprendizado. Geração de preguiçosos!

Não sei se pensa assim, mas é muito mais fácil aprender algo que alguém já aprendeu antes, de alguém que já teve todo o trabalho. Ou seja, em termos chulos, é mais fácil comer o vômito do que mastigar a comida.

Nos aproveitamos muito daqueles que tem o conhecimento. Sugamos o que podemos. Hoje em meio a tecnologia, temos acesso de forma tão fácil a um mundo de informações. Através da internet, do Google, podemos ir e vir em questão de segundos.

Me lembro da minha época de escola, onde as minhas pesquisas para os trabalhos escolares, eram feitas em livros. Vinha a casa de minha vizinha e a diversão começava. Buscávamos em várias enciclopédias. Creio que o conhecimento era maior, pois além de ler, escrevíamos em almaço algo mais confiável.

Hoje na internet, existe uma fonte de pesquisa chamada Wikipédia, muito interessante, pois ela permite que você edite informações sobre diversos assuntos. Essa ferramenta permite que você contribua com os seus conhecimentos. A única parte ruim é que se alguém utiliza esta ferramenta de uma forma errada, pode prejudicar muitas pessoas.

O músico Marcos Almeida da banda brasileira de rock nacional, Palavrantiga, escreveu recentemente em seu blog "Nossa Brasilidade", um post que fala sobre os questionamentos que recebe com relação as letras de suas músicas. Acredito que a ideia de escrever sobre isso, deu-se pelo fato de muitos lhe perguntarem do porque de algumas muitas coisas "diferentes" em suas letras. Além de músico e compositor, está escrevendo seu primeiro livro e também é professor. Ele é um cara inteligente, culto e que lê livros! O trecho abaixo foi extraído do referido post:

"Me permita dizer assim: se o compositor e ouvinte vivem num mesmo país, falam a mesma língua, compartilham de símbolos e realidades comuns, são educados numa mesma “escola”, é bem certo que os dois saibam a diferença entre o pensamento de Rookmaaker e Jean Paul Sartre. Além disso, o Google está aí pra que? Em outras palavras: existe informação na obra de arte, mas, a arte não é informação. A arte está em outro modo da realidade; se utiliza dos dados objetivos e metafóricos só para (misteriosamente) nos jogar bem perto da beleza, do simbólico e do sagrado. Só falta alguém me perguntar: o que você quis dizer com isso? hahaha!"

Talvez alguns que forem ler seus escritos, vão se sentir iletrados, pois vão achar a escrita extremamente difícil. Eu que não sou uma pessoa que lê muitos livros e nem sou tão culto, preciso ler várias vezes para conseguir entender e tenho sempre ao meu lado o pai dos burros, tecnicamente conhecido como dicionário, para esclarecer minhas dúvidas com a diversidade de palavras utilizadas, que não fazem parte de nosso contexto diário.

Mesmo não sendo informação, a arte informa. Que haja curiosidade em você, que você não engula tudo o que mastigaram e regurgitaram em sua boca [vide a imagem abaixo, as aves fêmeas pegam o alimento, trituram ele, guardam em seus papos ou estômagos e depois colocam na boca de seus filhotes, para alimentá-los, pois como são pequenos, não tem força para triturar seus alimentos ainda, ou seja, a mãe regurgita o alimento na boca de seu filhote.]. Que você possa pesquisar. Usar as ferramentas que estão ao seu alcance hoje! Saia um pouco do Facebook... Agregue conhecimento, melhore sua escrita, use o dicionário...



"Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino." 1 Coríntios 13.11

"Quanto a isso, temos muito que dizer, coisas difíceis de explicar, porque vocês se tornaram lentos para aprender. De fato, embora a esta altura já devessem ser mestres, vocês precisam de alguém que lhes ensine novamente os princípios elementares da palavra de Deus. Estão precisando de leite, e não de alimento sólido! Quem se alimenta de leite ainda é criança, e não tem experiência no ensino da justiça. Mas o alimento sólido é para os adultos, os quais, pelo exercício constante, tornaram-se aptos para discernir tanto o bem quanto o mal."
Hebreus 5.11-14

Ninguém é melhor do que ninguém, "MESMO TENDO SIDO EDUCADOS NUMA MESMA ESCOLA", existem aqueles que aprenderam, aprendem e aqueles que não!

Espero que tenham entendido o que eu disse, e que eu não seja questionado da seguinte forma: "o que você quis dizer com isso? hahaha!"

Zhé Lopes

3 comentários:

  1. http://www.youtube.com/watch?v=89BMhivvRFE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom Fer! Não conhecia ele. Como somos preguiçosos, ignorantes... Gostei muito do vídeo, assisti as 4 partes. Até postei algumas frases dele. A tecnologia nos acomoda... olha dá até um novo post! Cabeça está a mil em pensamentos! Valew man!

      Excluir