quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

"Então é Natal..."



Esse trecho é quase impossível de ser lido sem se cantarolar a canção de Natal, eternizada pela voz da cantora Simone, no cd intitulado de '25 de Dezembro'.


Mas ainda existem muitos equívocos sobre o real significado do Natal. Veja o vídeo abaixo:


Pensei em escrever muitas outras coisas, mas quero compartilhar mais uma vez um texto que expressa mais do que qualquer palavra que eu pudesse utilizar.

 EU QUERO SER COMO O PAPAI NOEL


 Já ouvi muitas críticas ao Papai Noel. Entre tantas, algumas se referem ao fato de que ele é apenas mais uma figura inventada com apelo comercial e que desvirtua o verdadeiro significado do Natal. De fato, a ênfase em comprar ocupou o espaço do que realmente significa o Natal, mas a culpa não é do “bom velhinho”. É verdade que o Papai Noel como conhecemos (roupas vermelhas, barba branca, barrigão e hohoho) foi popularizado pela propaganda da Coca-cola em 1931 e que, muitas vezes, ele é mais lembrado do que Jesus Cristo nessa época do ano. Isso é culpa da gente, da nossa cultura corrompida, que sempre inverte as coisas. Até o Papai Noel foi levado pra caminhos estranhos do que ele seguia. No começo, “Noel” era um servo imitador de Cristo. Um cristão.

O nome verdadeiro do Papai Noel é Nicolau, um bispo que nasceu por volta do ano 250. Nicolau ficou conhecido como São Nicolau Taumaturgo (taumaturgo é um título que significa “milagreiro”). Ele era filho de nobres ricos, porém era humilde e simples. Ajudava a quem precisava. Deixava sacos de dinheiro na porta de quem não tinha recursos. Doava comida e roupas aos necessitados. Colocava brinquedos em sacos e atirava-os à noite pelas chaminés para que as crianças encontrassem pela manhã. Era um cristão que procurava imitar Cristo, abrindo mão da sua vida e recursos em favor de outros. Por causa disso, entrou para a História. Foi na Alemanha que a associação de Nicolau ao Natal começou. De lá, foi exportado para o resto do mundo.

Nicolau era alguém que tinha a pretensão de lembrar a Cristo. Nicolau colocou sua fé em ação, transformou-a em boas obras. Tudo o que fez pelos necessitados, fez, na verdade, por Cristo. Ele compreendeu que a forma de servir a Cristo era servir ao próximo (Mateus 25:31-41). Ele percebeu que já tinha recebido tudo, pois “um menino nos nasceu, um filho se nos deu (Isaías 9:6)” e saiu presenteando os maltrapilhos que encontrava, talvez como forma de agradecer a Deus pelo Maior Presente. Por causa disso é que quero ser como o Papai Noel, mas quero ser como o Papai Noel verdadeiro.

Sim, pois existe o Papai Noel falso, o “Papai Noel desviado”. O Papai Noel falso só dá presente aos que merecem. O verdadeiro deu aos que necessitavam. O Papai Noel falso só aparece uma vez por ano. O verdadeiro ajudava ao próximo todos os dias. O Papai Noel falso está num lugar distante e frio. O verdadeiro estava perto de quem precisava.

Não sei se você reparou, mas o Papai Noel verdadeiro lembra muito o nosso Aba, Deus, que ajuda a quem precisa, que está conosco todos os dias cuidando de nós, que está perto de quem clama, que nos deu um Presente que não merecemos e nunca iremos merecer: Cristo, que é nossa rocha, nossa salvação, nossa redenção!

Quero ser como o Papai Noel e imitar a Cristo, ser um reflexo de Deus na Terra. Como o Papai Noel, ser lembrado não por meus talentos, poder ou proeminência, mas simplesmente por ter feito a diferença na vida das pessoas.

Junto com isso, desejo que a história verdadeira do Papai Noel verdadeiro seja contada como meio de lembrarmos quem Deus é e de como devemos ser por sermos Filhos dEle. Que ao vermos uma figura do “bom velhinho” (e daí se ele não tinha cabelos e barbas brancas e roupas vermelhas?) nos recordemos do servo que imitou a Cristo e que isso nos inspire a sermos como ele foi. Que as crianças conheçam o Papai Noel que realmente existiu, um cristão que foi cristão de fato, alguém que amava ao próximo como Cristo amou.

E que toda a glória seja dada a quem realmente importa, àquele que é o Presente, o Salvador: Cristo Jesus, nosso Senhor!

Um Natal feliz a você!

Netto Britto

Postado por #Vivendo para o Reino às 19:33 - terça-feira, 24 de dezembro de 2013

 

Que o Natal comece em nossas vidas e não acabe até que Ele volte!

2 comentários:

  1. Mais uma vez, me sinto honrado por ser compartilhado! Muito obrigado, buddy!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Man, o que é bom e de conteúdo é digno de ser compartilhado. Falo sem demagogia! ;)

      Excluir