segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Reconhecendo Deus

Ao final de todos os anos, muitos liberam palavras 'proféticas' sobre o novo ano que está nascendo. Aprendi que o profético é trazer a existência aquilo que não se vê, mas se crê. Talvez para alguns, a palavra Rhema, a palavra de direção seja a de restituição ou prosperidade. Acredito que tudo isso é muito importante, mas mais importante é o reconhecimento.

Reconhecer, significa conhecer de novo, ver o que é verdadeiro, discernimento... 

Mas, reconhecimento de que? De quem?

Deus é onipotente, onipresente e onisciente. E nós como seres finitos, ainda temos muita dificuldade de crer nesse Deus tão grande e soberano. Buscando a Deus, as demais coisas nos serão acrescentadas (Mateus 6.33). Essa é uma verdade que por mais que conheçamos, ainda a desprezamos. Por este motivo, precisamos reconhecer quem Deus É e o que Ele tem feito!

Deus perdoa os nossos pecados, abre portas, nós dá livramentos e nós ainda não conseguimos o Reconhecer. Antes de viver qualquer coisa, eu preciso reconhecer. Se formos nos lembrar dos feitos na bíblia, no novo testamento, todas as pessoas que receberam um milagre, antes reconheceram algo na vida de Jesus.

Olha que interessante:

- Um dos ladrões na cruz, reconheceu quem Jesus era, que Ele não merecia estar ali e foi por este motivo que ele recebeu, ganhou a vida eterna. (Leia Lucas 23.39-43)

- O filho pródigo, quando reconheceu a situação que vivia, depois que deixou a casa do pai e gastou toda a sua herança, recebeu a restituição por parte do seu pai, honra. (Leia Lucas 15.11-24)

Reconhecer, tem a ver com humilhação:


"Reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e Ele endireitará as tuas veredas."
Provérbios 3.6

2 comentários:

  1. Muito bom! Quando reconhecemos quem Deus é, automaticamente reconhecemos quem somos! =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que esta seja a nossa palavra Rhema para 2014.

      Excluir