segunda-feira, 10 de março de 2014

Sinto-me...


Sinto-me na maior parte das vezes como se eu vivesse fora desse mundo.

Desse sistema que chamamos de mundo.

Sinto-me um espectador da vida.

Não da alheia, mas do Criador, criação e criaturas.

Não como um juiz.

Ao menos não deveria, pois somente Aquele que passou por todas as coisas, pode.

Vendo a vida passear pelos meus olhos, me delicio e entristeço a cada esquina.

Mas não perco meus olhos, olho pro alto, que é de onde vem o meu socorro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário