sábado, 6 de dezembro de 2014

Sem inspiração...



Sem inspiração...
Nem mesmo uma canção surge, nasce.

Sem emoção.
Não dá para viver sem um coração.
Mas que decepção!

Acordar e dormir, sem nada sentir?
Sem nenhum sentimento redigir?
Ah, isso só pode ser o fim...
Coitado de mim!

Antes não era assim.
Acontecia, sentia, pensava e logo escrevia.

Agora,
Aconteceu,
Mas nada sentiu,
Nada nasceu,
Nem mesmo escreveu...

Não?
Ninguém leu o que escreveu...

Agora fico assim...
Em prontidão,
No ponto.
Esperando pela próxima estação.
Digo, inspiração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário