sábado, 28 de fevereiro de 2015

Cinquenta Tons de Cinza [Resenha]



Talvez um pouco atrasado, mas acredito que ainda seja pertinente.

Existe uma grande euforia e apelo quanto ao filme, mas ouvi comentários de que essas coisas não existem. Que não passam de fantasia. Mas isso não é algo tão ruim, pois gostamos de entrar em nossa zona de fantasia, para dissuadir um pouco da verdadeira realidade que nos permeia.

Seja na fantasia ou realidade, é preciso saber viver!

Todos tem um mostro escondido dentro de si. Todos são assombrados por fantasmas. Seja você quem for. Enquanto existem pessoas que reconhecem quem são, outras, por apenas estarem de um lado da cerca, se julgam melhores que outros, por estes terem pulado os limites e decidido viver o que há além da margem do rio.

Bom, para variar, eu não sei se fui claro e objetivo com esta exposição, este é apenas mais um desabafo, disfarçado de resenha de J. A. L. Silva!

Nenhum comentário:

Postar um comentário