sábado, 18 de abril de 2015

Todo mundo é...



O que todos buscam é prazer
Seja como ele for
Seja como ele vier

Alguns querem mais
Outros menos
Mas a verdade é só uma

Não posso afirmar
Posso apenas dissertar
Não me cabe julgar
Muito menos apontar

O meu papel é aquém do que eu posso interpretar
Melhor seria, em alguém me espelhar
Mas eu só ouço falar
Tento representar a verdade desconhecida
Que é tratada como conhecida

No final, todo mundo é assim
Igual
Um pouco ator
Uns melhores
Outros nem tanto
Mas todos fazem a sua parte
Ou pelo menos deveriam


Nenhum comentário:

Postar um comentário