terça-feira, 7 de julho de 2015

Como se fosse a primeira vez...


Se você ainda não assistiu a esse filme, assista! Pensando sobre este titulo, e percebendo o quão minha mente anda relapsa / esquecida e o quanto podemos ser dislexos, eu enfim entendo que precisamos sempre recomeçar.

No filme, a personagem principal sofre da Síndrome de Goldfield, uma forma fictícia de amnésia anterógrada em que os eventos de cada dia desaparecem de sua memória durante a noite. Eu acredito que muitos não sofrem disso, mas de certa forma sim, pois como nos esquecemos de coisas que dissemos ontem. Isso acontece também com você?

Alguns ficam atormentados por aquilo que falaram, da mesma forma as pessoas que receberam algumas palavras também assim ficam, em contra partida, existem pessoas que nem se recordam de nada e que conseguem passar por cima dessas coisas.

Escrevendo um blog, quase que diariamente hoje, há quase 3 anos, ele se tornou para mim um diário. Sim, um diário. Assim como aqueles das histórias onde as pessoas escrevem: “Meu querido diário...”. Só não sou tão fofo assim, rs.

Eu preciso voltar e ler o que eu escrevi ontem, pois se eu postei aquilo, me serviu naquele dia e de certa forma, eu refleti e pensei sobre o assunto, então preciso refrescar sempre a minha fraca memória, pois se este diário é público, mas pessoal, tudo o que disse pode ser usado contra mim, rs.

Então, como se fosse a primeira vez hoje, quero fazer como as pessoas fazem em grupos de ajuda: Só por hoje...


Nenhum comentário:

Postar um comentário