quarta-feira, 16 de setembro de 2015

M@L†®Ap!Lh0$: Conclusão, não. Apenas uma constatação...


Os Maltrapilhos eram um povo distinto, não extinto. Eles tinham medo. Viviam isolados, se escondendo de tudo e de todos. Quem olha para eles pensa: "Em que década eles vivem?". Por mais que haja diferença entre cada ser humano, as pessoas tendem a extirpar todo e qualquer que dissimila e destoa da grande massa. Julgam que alguns são uma aberração.

C. S. Lewis certa vez disse: "Se eu encontrar em meu ser desejos que este mundo não pode satisfazer, eu só posso concluir que eu não fui feito para este lugar."

Esse é o pensamento daqueles que não conseguem se encontrar ou conectar por aqui. Eles entendem que não estão nessa vida a passeio, acreditam que tem uma missão a cumprir. E que assim como todos os outros buscam preencher o vazio que existe dentro de cada ser.

Talvez você viva deslocado por aí. Talvez se ache preso no conformismo de sua realidade e pense que não existem mais pessoas assim. Engano seu. Pode haver um maltrapilho dentro de você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário