segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Ouro de tolo

Durante um certo tempo de sua vida, aparecem apenas tolos. Você pensa que encontrou o amor. O amor da sua vida. A razão do seu viver. Por um breve tempo, essa ilusão o envolve. Até que percebe, que o que encontrou não foi algo precioso. Foi apenas ouro de tolo.

Todos passam por isso. Acredito eu. Até encontrarem a tampa de sua panela. A flor do seu vaso. As batidas do seu coração.

Por estar tão calejado, de procurar e nunca encontrar, quando está diante do que é realmente verdadeiro e precioso, demora a acreditar. Mas com o passar do tempo e dos dias, a auto confiança vem. Em primeiro lugar ela, porque se não houver essa, não será possível confiar em mais ninguém.

Por isso dedico a você, que me ensina algo novo todo dia. Flor do meu vaso. Batidas do meu coração. À quem eu chamo de amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário