quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

A quem não quis...



A quem não quis ter.
A quem não quis ser.
A você...

Não há culpa
Ou quem se remorse.
Não há repulsa.
Há apenas o tempo.
Tempo este mesmo que poderia ter sido.
Que dava espaço
Mas que juntos requeria.

A vida passa.
O tempo passa.
Mas nada é mais igual.
Só muda quem quer.
Quem sente que precisa.
Quem não repete a mesma sina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário