quarta-feira, 3 de agosto de 2016

#FanFiction: How I met your mother




Essa é mais uma série de amigos, que eu gostaria que as histórias tivessem ocorrido comigo. Pelo menos, algumas delas (risos)...

Ela conta a história de Ted, um homem que sonha conhecer a mulher de sua vida, casar-se com ela, ter filhos e viver feliz para sempre. Esse é o desejo dele que permeia toda essa trama. Afinal, a série gira em torno de um diálogo entre Ted com os seus dois filhos, contando a eles, como ele conheceu a mãe deles.

Eu confesso que relutei para assisti-la, pois amo a série "Friends", e por algum motivo, julgava #HIMYM, como uma mera cópia. Ledo engano. A única semelhança é que são amigos que também viviam em Nova York.

E como nas outras séries em que eu comentei por aqui, a cada episódio existe uma identificação com as personagens. Muitas lágrimas tomaram meus olhos na reta final da mesma. Como sempre, achamos que as coisas poderiam ter acontecido de diferentes formas, mas me surpreendi com o final mesmo imaginando que ele estivesse fadado a não ocorrer.

Ted, Marshall, Lily, Barney e Robin, fizeram parte dos meus dias. Ao longo dos seus 200 e poucos episódios, se tornaram meus amigos. Não substituíram  nenhum, apenas foram companheiros de dias, horas, meses e anos. Me contaram suas histórias e eu as absorvi. Não vou dar nenhum spoiler para o caro leitor, mas se eu puder traduzir em poucas palavras, diria:

Ted - Obrigado por ser impulsivo e sempre fazer o que estava sentindo no momento. Por sempre tentar, mesmo que aos olhos de seus amigos, estivesse bem errado, você sempre era sincero consigo.

Marshall - Seu amor incondicional a sua esposa e família, me faz acreditar que ainda é possível.

Lily - A maluquinha mais sensata que já vi. Em meio aos seus muitos devaneios, procurava ser sempre correta e honesta. Princípios como os seus, estão difíceis de se encontrar fora da ficção.

Barney - Um amigo e parceiro que também não deixava de viver sua vida de forma legendária. Mas legendário mesmo, foi ver como uma responsabilidade lhe caiu muito bem.

Robin - Um menina / mulher cheia de marcas que não as deixava transparecer, por ter que sempre se mostrar tão forte. Aprendi que demonstrar fraqueza, faz parte de ser humano. Mas aprendi com você, que na maior parte das vezes é melhor prosseguir do que amargar uma decepção.

Sem mais, foi isso que aprendi assistindo "How i met you mother".

Nenhum comentário:

Postar um comentário