quinta-feira, 6 de julho de 2017

Carta aberta à Liberdade


Quando nascemos ou antes mesmo disso,
O pensamento de nossos pais e familiares estão condicionados à continuação.
A prosseguir com a tradição.
Com aquilo que eles iniciaram.

Quando a criança nasce com um sexo definido,
Não se sabe ainda o que ela será?
Pois cada um tem dentro de si a essência de quem realmente é!
Isso ninguém pode tirar ou invadir.
Por mais que as pessoas ao nosso redor tentem interferir,
Dizendo ou fazendo como a convenção coletiva diz.

"O que tiver que ser será!"
E não vai ser eu ou qualquer um que vai impedir isso.
Precisamos nos libertar do que os outros vão pensar.
E nos importarmos mais com o que diz nosso coração.
Só você pode ouvir...

Sei que o medo é o nosso pior inimigo e desafio,
Mas não ser aquilo que nascemos para ser,
É a pior das coisas.
Seja livre hoje!
E perca o medo de decepcionar alguém,
Pois ninguém vai se importar de fazer isso com você!

Nenhum comentário:

Postar um comentário