terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

A história de um coração azul

Perdido, desolado e sucumbido pela vida, era assim que ele se encontrava. Não pela vida que levava, mas pela que lhe foi proporcionada. Ele não teve muitas escolhas. Escolhia, se é que assim o fazia, com as sobras que lhe cabia. Ele não sabia que o dia chegaria em que ele olharia para trás e veria que nada mais que uma mentira, era o que ele vivia. Ele foi crescendo, se desenvolvendo e descobrindo as coisas. Foi conhecendo e percebendo as diversas intenções das pessoas. Hoje, depois de toda essa confusão, sua percepção continua turbada. Mesmo com tantas falhas, ele decidiu por a cara à tapa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário