quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Viva La Vida


"Diante disso: Aproveite a vida!

 Coma do bom e do melhor.

 Aprenda a apreciar um bom vinho.

Sim, Deus tem prazer no seu prazer!

 Vista-se toda manhã como se fosse para uma festa.

Não economize nas cores nem nos detalhes.

Aprecie a vida com a pessoa que você ama todos os dias dessa sua vida sem sentido.

Cada dia é um presente de Deus.

É tudo o que se pode receber pelo árduo trabalho de se manter vivo.

Portanto, tire o máximo de cada dia!

Agarre cada oportunidade com unhas e dentes e faça o melhor que puder.

E com prazer!

É sua única chance, pois, junto com os mortos, para onde você vai com certeza, não há nada a fazer nem haverá o que pensar."

Eclesiastes 9.7-10 - Palavras de Sabedoria de Salomão - A Mensagem by Eugene Peterson

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Cristocêntrico



Existem alguns assuntos que reluto muito em compartilhar por aqui. Hoje, o que mais existe são guerras santas e eu não quero ser o precursor de mais uma.

Leia as declarações abaixo:

"Tenho muito medo sabe… tenho visto e tenho presenciado em muitos lugares, em muitas comunidades este cristianismo sendo nivelado por baixo. Cristianismo sendo reduzido à medalhinhas. A teologia sendo substituído por devoções vazias. A devoção Mariana sendo excessivamente colocada quando Maria está sendo fora do lugar dela, tomando o lugar do Cristo.  Isto não é cristianismo. A liberdade consiste em você olhar para a santidade de Maria e de você rezar com ela para que o tempo todo Cristo prevaleça entre nós.

Porque nós não podemos mais admitir a experiência de um cristianismo sem o Cristo. 

É Cristo que nos salva, é Cristo que nos resgata, é Cristo que nos liberta e nós estamos amarrados em muitas outras coisas, classificando isto como religioso, classificando isto como bonito. Não. Nós precisamos retornar a seriedade desta palavra. São Paulo não brinca com a comunidade. São Paulo não está falando com meios termos: É Cristo que nos salva! É Cristo que nos salva! E é em torno dele que nós precisamos organizar a nossa vida, organizar a nossa comunidade, organizar a nossa experiência pessoal de ser quem somos. E fazer com que cada vez mais a nossa experiência Cristã seja antes de qualquer coisa uma mudança de mentalidade."

- Padre Fábio de Melo

E para comprovar a veracidade dessa declaração, segue o vídeo na integra:


Se essa declaração tivesse sido feita por mim ou por qualquer outro reles evangélico / cristão - protestante, soaria como uma afronta, um desrespeito, mas como foi feita pelo Padre Fábio de Melo, alguém que tenho admirado e que já ouvi algumas palavras que me edificaram, está gerando um grande alvoroço.

Tanto do lado católico, como no lado protestante existem situações como as que o padre relatou. Não estou aqui para defender ou acusar, mas para trazer, a começar por mim, a minha mente que precisamos de um evangelho que seja mais Cristocêntrico, onde Cristo seja o centro, o foco, a razão, o motivo... Cristocêntrico significa: aquele que tem Cristo como centro. Que considera Cristo como o centro da história do Universo.

E diante do paradigma que vivemos hoje, Ele [Cristo] não tem sido o centro. Me alegro por ver que em meio a tanta idolatria existente entre 'gregos e troianos', existem pessoas que conseguem destoar da massa. Eu quero ser assim. Já usei algumas vezes aqui a frase da música 'Do alto da pedra' da banda Rosa de Saron, o trecho: "Não quero minha vida igual a tudo que se vê.". E eu não quero mesmo. Talvez o que nos falte seja a coragem de denunciar a nossa zona de conforto.

Otavio Macedo, obrigado por mais esta indicação.

domingo, 26 de janeiro de 2014

Tempo Perdido




"Todos os dias quando acordo
Não tenho mais
O tempo que passou
Mas tenho muito tempo
Temos todo o tempo do mundo

Todos os dias
Antes de dormir
Lembro e esqueço
Como foi o dia
Sempre em frente
Não temos tempo a perder

Nosso suor sagrado
É bem mais belo
Que esse sangue amargo
E tão sério
E Selvagem, Selvagem
Selvagem!

Veja o sol
Dessa manhã tão cinza
A tempestade que chega
É da cor dos teus olhos
Castanhos

Então me abraça forte
E diz mais uma vez
Que já estamos
Distantes de tudo

Temos nosso próprio tempo
Temos nosso próprio tempo
Temos nosso próprio tempo

Não tenho medo do escuro
Mas deixe as luzes
Acesas agora

O que foi escondido
É o que se escondeu
E o que foi prometido
Ninguém prometeu
Nem foi tempo perdido

Somos tão jovens
Tão Jovens
Tão Jovens!"


- Legião Urbana



sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

On ou Off ? - De que lado você está?


















Eis a questão???

Um amigo me indicou este vídeo. Quando li a apalavra 'motivacional' pensei: "Não gosto disso", mas o que nós mais precisamos em meio a tantas coisas hoje, é de motivação.

Qual é a razão da sua vida? Qual é o motivo da sua existência? Quem nunca teve momentos de reflexão baseados em questões como estas?

Em meio a nossa correria diária [on], parar para ver um vídeo de mais de um minuto [off], não é legal [cool], mas caso queira romper com isso, te convido a assistir ao vídeo abaixo. Espero que ele lhe traga uma boa reflexão, assim como foi comigo.



Tenha um excelente 'bom' dia!

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Apenas acho...


Acho que estou no meu inverno...

Mesmo ainda sendo verão.

Eu quero um abraço.

Eu tenho andado triste.

Por fora estou sorrindo, mas por dentro chorando.

  "Não quero minha vida igual a tudo que se vê..." 

- Eu também não.

"Que fase, hein Brasil!"

O pior é que passa, mas ela não espera nem a mesma estação e volta bem pior...

Nessa fase eu me escondo do mundo...

Tô parecendo um porco espinho, talvez um baiacu, ou um gambá...

Afastando todos que se aproximam... ou tentam.

Aí, não adianta dizer que estou carente...

 Estou tentando me entender.

Ouvi dizer que quando isso acontecer, o deserto vai acabar.

Mas o remédio para isso não é a felicidade.

Acho que é a esperança.

Amo esta palavra: "ESPERANÇA".

Ela me enche de esperança. Ela me renova.

Mas se o significado não transcender a palavra, será apenas mais uma palavra.

Por mais que a esperança me encha de esperança, não consigo ter plena esperança.

É que a esperança que vemos não é esperança.

Por que a esperança é algo que não se vê, mas se crê... se espera.

Apenas acho... mas quem acha é por que perdeu...

 Mas se for ver bem, não perdi...

Então, eu acredito.

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Vamos pensar um pouco?

Se você assistiu aos programas do Telecurso 2000, essa questão lhe soa de forma familiar. Entendo que nossa vida é movida por questionamentos. Acredito que o pensar nos leva sempre a um novo nível. Nunca ouvi dizer que alguém morreu por que estava pensando... Em contra partida o que mais vemos são pessoas que sofrem por não pensar...

Vamos pensar um pouco na frase descrita na imagem abaixo:


"Se você acordasse hoje apenas com as coisas pelas quais você agradeceu a Deus ontem?"

O que você teria?

Confesso que quando li a frase nessa imagem fiquei um pouco desnorteado, mas me fez refletir e pensar um pouco. Então, vamos (juntos) pensar um pouco:

- O ar que respiramos... Nós pagamos por ele?

- Não.

- Então, como não pagamos, a 'Empresa' fornecedora de O² (oxigênio) não é obrigada a fornecer o ar que respiramos gratuitamente... É?

- Não.

- Então por que nós, pessoas educadas que somos, que tendo condições ou não, fomos ensinados e educados, não desenvolvemos o habito de agradecer por aquilo que nos foi concedido de forma 'GRATUITA'?

...

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

A Morte...

Tenho percebido que posso extrair um aprendizado de tudo. Da vida. Da morte. Cada coisa, situação e circunstância nos ensina. Tudo depende de nossa perspectiva.


"É melhor ir a uma casa onde há luto do que a uma casa em festa, pois a morte é o destino de todos; os vivos devem levar isso a sério!" - Eclesiastes 7.2

O versículo acima traz uma grande realidade. Apenas refletimos na vida quando a morte bate a nossa porta. A morte é um mistério. É temida. É esperada, mas não ansiada. Precisamos ter o entendimento de que a vida vai além do que vivemos aqui nessa terra.
 
Deus criou o homem para viver com Ele, mas por causa do pecado, que nos afasta de Deus, a morte se fez necessária. Para que o homem tivesse uma vida eterna junto ao Pai, Deus que amou o mundo de tal maneira, deu seu filho unigênito, Jesus, o entregou para morrer numa cruz, para que todo aquele que n'Ele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Jesus foi e É a ponte que nos leva a Deus, a vida que Ele tem preparado para nós desde quando tudo foi criado.

Eu não sei quais são os seus pensamentos quanto a morte, mas ouvi algumas declarações que foram de grande valia:

Quando se está em um velório, o que está sendo velado nada mais é do que um corpo, um instrumento pelo qual cada um utiliza para cumprir sua missão aqui nessa terra. A essência daquela pessoa não está mais ali. Por isso, é preciso pensar em quem a pessoa foi, o que ela fez e o que ela representou o tempo que viveu aqui neste mundo. Se ela foi uma pessoa boa, deixou bons exemplos a serem seguidos, que possamos tomar as lições aprendida e aplicá-las em nosso dia a dia. Caso ela não tenha sido uma boa pessoa, com bons exemplos e ações, da mesma forma podemos aprender algo.

Seja na vida ou na morte, sempre há um porquê. Não posso dizer como vou reagir numa próxima experiência com a morte, ou dizer como você deve reagir, eu apenas espero que eu possa me lembrar disso.

"O sistema é mau, mas minha turma é legal
Viver é foda [Coisa desagradável ou insuportável], morrer é difícil."


- Vamos fazer um filme - Legião Urbana


________________________ #________________________


Deixo aqui alguns pedidos para quando eu morrer:

- Que todos os meus órgãos fossem doados; e
- Gostaria que meu corpo fosse cremado.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Quando as coisas estão erradas - Esclarecimentos...


Após encerrar meu post de ontem com as seguintes palavras:


Fiquei pensando quão forte foi essa frase, dando vazão para pensamentos distintos, mas antes de ser questionado, eis-me aqui, me antecipando para possíveis questionamentos. Ah... como gostaria que as aqueles versos fossem sinceros. Hoje não consigo acreditar numa canção de amor. Acredito que o amor muito cantado por aí, destoa demais de amor que Deus criou. Hoje as pessoas cantam coisas que elas não vivem, não sentem... por que soa bonito... vende...

Enfim, voltando ao post, gostaria de fazer alguns esclarecimentos:

Quando as coisas estão erradas, o que você faz?

Corre para falar com Deus ou para o primeiro ser vivo que aparece em sua frente?

Eu acredito que os relacionamentos são muito importantes e que é muito bom ter alguém para compartilhar as coisas. Mas eu acredito também que Deus está a todo ouvidos aguardando as nossas orações.

Toda essa inquietação aconteceu dentro de mim por que dizemos que é só Ele que pode fazer alguma coisa impossível por nós, mas ainda ficamos na espera dos homens. Gostaria de que o que escrevo fosse na totalidade a realidade do que eu vivo. Aí, vem aquele dilema:

"Eu vivo o que canto ou canto o que vivo???"

"Não quero minha vida igual a tudo que se vê..." canta o pessoal do Rosa de Saron. Há muitos anos, eu queria que as minhas canções de amor se tornassem realidade, mas hoje vejo a necessidade em mim de um alinhamento entre o que sinto, que está no meu coração com o que faço.

Que as palavras escritas ontem, possam ser um preludio do que eu vou viver hoje, ou que possam ser a expressão da minha realidade.

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Quando as coisas estão erradas...


"Eu sempre Lhe digo quando as coisas estão erradas
E Você sempre está lá para me ouvir dizer
Eu sempre Lhe falo quando eu tenho qualquer tipo de problema
E Você sempre está lá...

Quando as coisas estão erradas
Você me dá o Teu colo pra chorar
E pra falar tudo o que eu sinto

E eu não posso acreditar que levou tanto tempo assim
Para eu tomar essa decisão que não é proibida
Mas quem não arrisca não petisca...

Eu tenho um coração vazio
Que precisa de um pouco mais de amor
Eu tenho um coração solitário
Que precisa ser amado
E eu tenho um coração revoltado
Que precisa ser domado
E a única pessoa que pode fazer isso por mim
É o Senhor!

Eu sempre esperei que alguém sentisse o mesmo amor
Que na verdade um dia eu já pensei sentir
Mas isso é algo que eu não deveria me arrepender

As coisas não serão mais iguais de novo
Por que é só começo e não o fim
E agora eu posso dizer...

Que eu não tenho mais um coração vazio
Que precisava de um pouco mais de amor
Eu não tenho mais um coração solitário
Que precisava ser amado
E que eu não tenho mais um coração revoltado
Que precisava ser domado
Por que a única pessoa que poderia fazer isso por mim
E fez... É o Senhor meu Deus!"

Gostaria que essas palavras, refletissem um pequena centelha da realidade...

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

O que é ser um Cristão?

Para muitos, ser um cristão é ser alguém religioso. Que uma ou mais vezes por semana, veste sua roupa de santidade e vai congregar com algumas pessoas num lugar chamado igreja. Mas hoje o seu real significado vem sendo deturpado.

Em primeiro lugar precisamos entender quem é Jesus?

E nada melhor do que a Bíblia, para nos falar sobre a pessoa de Jesus.



"No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam." 

- João 1.1-5

"Sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai."

- Filipenses 2.6-11

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más." 

- João 3.15-19



Então o que vem a ser um cristão?

O termo 'cristão' surgiu após a morte de Jesus, pois seus discípulos começaram a fazer o mesmo que viam seu mestre fazer. Por este motivo este termo é empregado hoje a todo aquele que aceita o Senhor Jesus como único e suficiente Salvador, mas diferentemente dos discípulos, hoje os cristãos não andam mais como Jesus andou.

Entendendo quem é Jesus, precisamos andar assim como Ele andou. A seguir, quero compartilhar com vocês, a introdução de um livro chamado 'Andando nos passos de Jesus', que é um E-book, e que pode ser baixado gratuitamente.





Será que temos sido verdadeiros cristãos?

Como o mundo, as pessoas do nosso trabalho, a nossa família, os nossos amigos, a igreja tem nos visto?

Vi esses dois vídeos abaixo, e fui muito impactado pela forma como a palavra 'igreja' e ser 'cristão' tem sido denegrida. Por culpa de quem? Por culpa nossa.



"Falamos muito de Jesus, mas não fazemos o que Ele fez..."

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Nada como um dia após o outro...


"Pra começar
Cada coisa em seu lugar
E nada como um dia após o outro

Pra quê apressar?
Se nem sabe onde chegar
Correr em vão se o caminho é longo

Quem se soltar, da vida vai gostar
E a vida vai gostar de volta em dobro

E se tropeçar
Do chão não vai passar
Quem sete vezes cai levanta oito

Julga saber
E esquece de aprender
Coitado de quem se interessa pouco

E quando chorar
Tristeza pra lavar
Num ombro cai metade do sufoco

O novo virá
Pra re-harmonizar
A terra, o ar, água e o fogo

E sem se queixar
As peças vão voltar
Pra mesma caixa no final do jogo

Pode esperar
O tempo nos dirá
Que nada como um dia após o outro

O tempo dirá
O tempo é que dirá
E nada como um dia após o outro
"

- Tiago Iorc


domingo, 12 de janeiro de 2014

Lady Gaga nos ensina sobre amor ao próximo...

Para muitos a excêntrica cantora, compositora e multifacetada artista Lady Gaga, não passa de uma louca. Mas o que ela teria para nos ensinar?

Ontem, li no site POPLINE que Gaga tentou impedir o suicídio de um fã seu brasileiro, homossexual com mensagens em sua rede social:

"Não se atreva a se matar. Olhe para esse rosto lindo! Toda tristeza pode mudar. Mas você precisa trabalhar para isso. Converse com aqueles que te apoiam... Nós PRECISAMOS DE VOCÊ. Eu preciso de você. Sem você, eu perderia parte do meu coração. Outras pessoas às vezes podem não ter compaixão. Não se sinta mal, sinta-se mal por eles."

E após ler isso, encontrei a seguinte postagem da Carla Stracke, no Gospel Prime. Segue o texto dela na íntegra:

No início de 2014 a seguinte notícia repercutiu na mídia: Lady Gaga envia recado para fã e evita que ele cometa suicídio. Resumindo o conto, um adolescente homossexual fã de Gaga escreveu uma carta dizendo que não aguentava mais viver, pois sua família e amigos não aceitavam sua homossexualidade e que sua mãe evangélica o xingava e o tratava como endemoniado e condenado ao inferno.

Ele participa do fórum criado por Gaga chamado Little Monsters, como Gaga chama seus fãs, onde seus admiradores se comunicam entre si e também com a cantora que se auto intitula como Goddess of Love (Deusa do Amor). Pouco depois da publicação do garoto, Gaga se prontificou em animá-lo e valorizá-lo para que assim ele não se matasse.

Por curiosidade visitei esse fórum e li alguns recados semelhantes ao desse garoto: homossexuais com sérios problemas emocionais e familiares descrevendo que a rejeição que sofriam tinha como origem um discurso religioso e condenatório. Não pude deixar de me lembrar de uma conversa que participei na época dos Felicianismos e cura gay, onde me disseram:

- Os evangélicos são intolerantes e tem o Feliciano dizendo que resolve gayzices com sessão de descarrego na igreja dele. Isso é um absurdo!

Eu ali só observando o decorrer da conversa e como me enlataram na visão Felicianence, virei calmamente e disse:

- Vamos lá então. Fulano você tem 2 filhos pequenos, imagina quando eles crescerem e se declararem a você como homossexuais, o que você faria?

Esse pai então me disse: Não aceitaria de jeito nenhum, os expulsaria de casa, seria uma vergonha para a família.

BINGO! A própria pessoa que estava generalizando minhas atitudes sem nem saber minha opinião, mas acha que somente 1 líder poderia me representar, simplesmente apresenta um preconceito tão igual à homofobia evangélica que tem sido tão explorada pela mídia.

O ser humano tem uma capacidade incrível de querer ser cool e jogar toda culpa na religião sendo que pessoas que não estão nem aí para Deus têm o mesmo preconceito que os religiosos.

Um garoto homossexual que conheço um dia se injuriou e disse: Estou cansado das pessoas da igreja olharem para mim com cara de dó e dizerem: nós te amamos, mesmo você sendo assim. Assim como? Por acaso eu tenho uma doença contagiosa? Matei alguém? Não preciso de migalhas de amor mascarada de falta aceitação só porque é dever cristão amar ao próximo! Ah! Jesus me aceita como eu sou, e nós, filhos deles, feitos a sua imagem e semelhança, só aceitamos o próximo se ele se encaixar em nossos moldes morais. Que exemplo temos sido ao adorar a Deus e amaldiçoar os filhos?

Voltando à Gaga, o que mais despertou a atenção foi a sinceridade dela, a exposição de um coração sincero preocupado com a dor daquele garoto. Não estou vangloriando ninguém, porém reconheço que em uma mensagem ela salvou uma vida e fez esse garoto se sentir tão amado e importante.

Enquanto nossa contradição entre crer e fazer for tão latente, Deus continuará levantado pessoas ‘improváveis’ que tem o dom de mostrar mais amor do que nós!

Nota:

* o foco desse texto é a atitude de Gaga com esse garoto e não seus shows e expressões artísticas.

** a intenção desse texto é realmente sobre o amor ao próximo e nossa deficiência em saber lidar com situações delicadas que envolvem conduta, moralismo e superação de valores terrenos por valores do reino.

*** a intenção não é focar na homossexualidade e nem a base bíblica sobre isso, ou levantar discussão sobre o Feliciano. Esses assuntos serviram como enredo para nossa reflexão comportamental.


'cause God makes no mistakes...

sábado, 11 de janeiro de 2014

Utilidade - Por Padre Fábio de Melo



Recebi uma mensagem em vídeo de um amigo. Confesso que demorei um pouco para conseguir parar para ouvi-lá. Talvez se fosse uma piadinha, um vídeo engraçadinho ou um vídeo de outras coisas... teria sido visto imediatamente, mas quando ouvi esta mensagem atentamente, tive que compartilhar por aqui também, assim como já fiz pelo celular.

Espero que ela possa causar lhe causar o mesmo impacto que causou em mim. Que não seja só por um momento, mas que possamos olhar para o nosso hoje e fazer por quem temos ao nosso lado, para que quando chegue a nossa vez, não nos falte quem nos ponha e tire do sol.


"Feliz é aquele que tem ao final da vida a graça de ser olhado nos olhos e ouvir a fala que diz:

Você não serve para nada, mas eu não sei viver sem você!"

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Perdedor...


Melhor é ganhar ou perder?

Acredito que cada um tenha a sua opinião e ela deva variar de acordo com o momento ou ocasião. Acredito ainda, que a única coisa que as pessoas gostam de perder é peso... Para alguns, é um absurdo se ouvir alguém dizer: 'Eu sou um perdedor'. Mas o que é melhor? Ir para casa todo cheio e orgulhoso de sua vitória, ou perder para alguém ganhar? Sempre alguém tem que ganhar para o outro perder? Essa é a regra. Mas ela tem de ser levada a risca?

Numa briga...
Numa discussão...
Numa batalha de 'egos'...

O que é melhor?

Quero compartilhar aqui, uma das minha músicas preferidas da banda mineira 'Pato Fu', chamada Perdendo Dentes:

"Pouco adiantou
Acender cigarro
Falar palavrão
Perder a razão

Eu quis ser eu mesmo
Eu quis ser alguém
Mas sou como os outros
Que não são ninguém

Acho que eu fico mesmo diferente
Quando eu falo tudo o que penso realmente
Mostro a todo mundo que eu não sei quem sou
Eu uso as palavras de um perdedor

As brigas que ganhei
Nem um troféu
Como lembrança
Pra casa eu levei

As brigas que perdi
Estas sim
Eu nunca esqueci
Eu nunca esqueci"


Faço minhas essas palavras cantadas pela doce voz da Fernanda Takai. Mas em função da nossa vida prática, deixar para lá, deixar que o outro ganhe não rola. Talvez, depois de passar todo o stress da situação, possamos olhar para trás e dizer: "Pisei na bola!"

Espero que não seja tarde demais...

 

"Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á." - Mateus 16.2

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Ele / Ela - Parte 2























Ele usava sapatos vermelhos.

Ela usava tênis azuis.


Eles não tinham noção de cores.


Talvez fossem daltônicos.

Ou o problema com as cores estivesse nos olhos de todo o mundo.


Ele usava camisa rosa.

Ela camiseta polo.


Qual era o problema?

Nenhum, para eles.

A implicância em demasia que lançavam sobre eles não os aprisionava.

Eles eram livres, pois tinham suas próprias leis.

 Mas eles ainda não se conheciam...


Talvez isso continue... Mas mude...

_______________________________________

Leia mais deste conto em:

Ele / Ela

Ele / Ela - Parte 3

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Quando Eu estava com fome, o que você fez?


Quando você está com fome o que você faz?

Quando se tem recursos, você dá um jeito de matar o que estava te matando (expressão um tanto quanto exagerada... diante de quem realmente passa fome...). Hoje foi um dia desses. Procurei os lugares preferidos, mas ambos fechados. Acabei comprando um salgadinho (de isopor, risos) e uma pipoca e fui seguindo meu caminho para casa.

No caminho, atravessei de um lado da calçada para o outro, de longe ainda, avistei uma pessoa sentada na calçada mais a frente, confesso que atravessei de volta para o lado da calçada onde ninguém estava 'no meu caminho', mas ao passar na frente daquele homem sentado do outro lado, ele sorrio para mim. Era um mendigo. Então, voltei para o lado que não devia ter saído e lhe ofereci o que comprei.

Espero que não leia essas palavras e pense que estou aqui me exibindo, querendo uma glória que não me é devida. Pelo contrário, estou aqui expondo minha vergonha.

Por um instante, me humilhei, quebrei todas as minhas barreiras, tudo o que me separava daquele homem e então quebramos a barreira do silêncio. E foi um papo muito bom. Para minha surpresa, quanto conteúdo bom saia daquele homem. Ele me falava textos e mais textos bíblicos. Ele me chamou de 'mesa preparada diante dos seus inimigos', fazendo uma alusão a um trecho do Salmo 23, e de anjo do Senhor. Quantos exemplos e quantas lições ele me ensinou. Não sei se o verei novamente, mas acredito que encontrei Jesus hoje. Ou um dos seus pequeninos.

No evangelho de Mateus 25.31-46, diz:

"E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda. Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver. Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber;
Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim. E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna."

Há um bom tempo atrás, fiz parte de um grupo de teatro, em que as peças eram feitas em forma de pantomima, que é uma espécie de teatro onde o foco é gestual. Uma das peças que me marcou muito, foi a que utilizava a música instrumental Carol Ann, de Michael W. Smith, do CD Freedom. Com base nas ações que efetuávamos a cada acorde da música, descrevi em algumas palavras tentando encaixar na melodia, para cantar, quem sabe um dia...

"Quando eu estava com fome
Você me deu de comer
Quando eu estava com sede
Você me deu de beber

Quando eu pensei que não iria mais suportar
O peso de mim Você tirou
E Sozinho carregou

Quando eu pensei que tudo era contrário
Com meus olhos, eu pude ver
Quando tudo estava errado
Dos lábios um sorriso brotou

Sem mais vida pra viver
Você aos poucos fez parecer
Me fez ressuscitar
E da cova a minh'alma livrou"


Então, pensando no título deste post, que possamos estar mais atentos, pois Jesus está por aí, em todos os lugares, basta apenas estarmos atentos para realmente encontrá-lo.

"Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade. Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha; E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha. E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia; E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda." - Mateus 7.21-27

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Reconhecendo Deus

Ao final de todos os anos, muitos liberam palavras 'proféticas' sobre o novo ano que está nascendo. Aprendi que o profético é trazer a existência aquilo que não se vê, mas se crê. Talvez para alguns, a palavra Rhema, a palavra de direção seja a de restituição ou prosperidade. Acredito que tudo isso é muito importante, mas mais importante é o reconhecimento.

Reconhecer, significa conhecer de novo, ver o que é verdadeiro, discernimento... 

Mas, reconhecimento de que? De quem?

Deus é onipotente, onipresente e onisciente. E nós como seres finitos, ainda temos muita dificuldade de crer nesse Deus tão grande e soberano. Buscando a Deus, as demais coisas nos serão acrescentadas (Mateus 6.33). Essa é uma verdade que por mais que conheçamos, ainda a desprezamos. Por este motivo, precisamos reconhecer quem Deus É e o que Ele tem feito!

Deus perdoa os nossos pecados, abre portas, nós dá livramentos e nós ainda não conseguimos o Reconhecer. Antes de viver qualquer coisa, eu preciso reconhecer. Se formos nos lembrar dos feitos na bíblia, no novo testamento, todas as pessoas que receberam um milagre, antes reconheceram algo na vida de Jesus.

Olha que interessante:

- Um dos ladrões na cruz, reconheceu quem Jesus era, que Ele não merecia estar ali e foi por este motivo que ele recebeu, ganhou a vida eterna. (Leia Lucas 23.39-43)

- O filho pródigo, quando reconheceu a situação que vivia, depois que deixou a casa do pai e gastou toda a sua herança, recebeu a restituição por parte do seu pai, honra. (Leia Lucas 15.11-24)

Reconhecer, tem a ver com humilhação:


"Reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e Ele endireitará as tuas veredas."
Provérbios 3.6

domingo, 5 de janeiro de 2014

Esperando Na Janela - Cogumelo Plutão

Alguém mais se lembra de ter cantado muito esta música?

Quando penso no título acima, me lembro da época em que duas canções com o mesmo nome faziam muito sucesso. Nessa época, por volta do ano 2001, eu ainda não professava a fé cristã protestante, mas já ouvia algumas músicas com este conteúdo (Aline Barros, Catedral e Oficina G3). E me lembro que conseguia identificar Deus aonde não se falava d'Ele de forma explicita. Admirava a forma como algumas canções eram cantadas. De uma forma tão intima que não cabia espaço para dúvidas de para quem realmente era a destinada a canção.

Enfim, voltando ao título do post, essa canção é uma dessas que me marcaram e voltam hoje a fazer maior sentido ainda. Não quero especular e nem dizer que a canção foi feita para Deus, mas como tenho dito por aqui, creio na liberdade de interpretação das coisas. Portanto, mais uma vez, reforço que o que estou compartilhando aqui é um pouco da minha forma de ver e ouvir as coisas. Não vou ficar descrevendo o que cada verso significa para mim. Leia a letra, cante a música para quem você achar que deve. Eu acredito que só existe uma pessoa que poderia ter feito o que a canção diz. Mas isso é só uma questão de opinião.


Esperando Na Janela
Cogumelo Plutão

"Quando me perdi
Você apareceu
Me fazendo rir
Do que aconteceu
E de medo olhei
Tudo ao meu redor.
Só assim enxerguei
Que agora eu estou melhor.

Você é a escada da minha subida,
Você é o amor da minha vida,
É o meu abrir de olhos do amanhecer,
Verdade que me leva a viver.
Você é a espera na janela,
A ave que vem de longe tão bela,
A esperança que arde em calor,
Você é a tradução do que é o amor.

E a dor saiu;
Foi Você quem me curou.
Quando o mal partiu
Vi que algo em mim mudou
No momento em que quis
Ficar junto de Ti
E agora sou feliz,
Pois Lhe tenho bem aqui."


Eu canto essa canção para Aquele que é por quem eu espero, muitas vezes olhando para o Céu através da janela!

sábado, 4 de janeiro de 2014

Ele / Ela

Ele acreditava que tudo estava certo
Acreditava que tudo era normal.
Acreditava que aquilo que fazia e sentia era comum.
Acreditava que as pressões que sofria faziam parte da vida, mesmo sem entender.
Acreditava que as pessoas eram más com ele sem motivo aparente.

Ele não conhecia a verdade.


Ela vivia um sonho.
Sonhava acordada e brincava dormindo.
As coisas para ela eram tão simples.
Tudo vinha e ia tão facilmente.
Dificuldade não existia em seu vocabulário.
Talvez ela nem soubesse o que é um.

Ela não conhecia a realidade.


Eles não se conheciam.

Talvez continue...

_______________________________________

Leia mais deste conto em:

Ele / Ela - Parte 2

Ele / Ela - Parte 3

Ele / Ela - Parte 4

* Ele / Ela - Parte 5

* Ele / Ela - O começo do fim

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

All for Love | Tudo por Amor


All For Love - Tudo por Amor
Mia Fieldes - Hillsong United
Letra em português: Renato Oliveira - Adaptação: Zhé Lopes

"All for love, a Father gave - Por amor  Pai o deu
For only love could make a way - Por que o Amor é o próprio Deus
All for love, the heavens cried for love was crucified  - Por amor o céu chorou, crucificado foi o Amor

Oh, how many times have I broken Your heart - Quantas vezes Senhor feri o Teu coração
But still You forgive if only I ask - Me perdoou quando pedi
And how many times have You heard me pray - Quantas vezes Senhor ouviu minha oração
Draw near to me - E veio a mim

Everything I need is You - Tudo o que eu preciso é de Ti
My beginning, my forever - Meu começo, meu pra sempre
Everything I need is You - Tudo o que eu preciso é de Ti

Let me sing all for love - Cantarei do Teu amor
I will join the angel song - Com os anjos vou cantar
Ever holy is the Lord - Sempre Santo é o Senhor
King of glory, King of all - Rei da Glória, Rei dos Reis

All for love a Savior prayed  - Por amor o Salvador orou
Abba Father, have Your way - Aba Pai, faça a Sua vontade
Though they know not what they do - Eles não sabem o que fazem
Let the cross draw man to You - Deixe a Cruz atrair o homem para Você..."

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

"Pais e Filhos"

Por mais que eu tenha feito alguns comentários 'contra' as convenções sociais de fim de ano, 'Espírito Natalino', em alguns muitos posts, confesso que esta época do ano faz mesmo com que as famílias desfrutem de uma unidade. E é somente nestes momentos que refletimos sobre nossas ações e o impacto delas.


Meu irmão Marcos Vinícius, meu pai e eu!

Há algum tempo estou querendo escrever algo sobre a canção 'Pais e Filhos' da Legião Urbana. Mas somente ontem surgiu uma inspiração e um sentido real para tal. Não vou simplesmente lançar a letra da música aqui, mas quero colocá-la de forma que nos traga uma reflexão.

O que estarei elencando, nada mais é do que uma compilação de pensamentos meus. Acredito na livre interpretação das coisas. O sentido original fica a critério de cada um, pois tudo depende da forma com que você vê e busca compreender as coisas.

 Existem vários tipos de pais, da mesma forma uma infinidade de filhos, mas nenhum se encontra na posição de plenitude em suas funções. Acredito que essa música fala destes dois extremos.

Pais e Filhos - Legião Urbana

"Estátuas e cofres e paredes pintadas
Ninguém sabe o que aconteceu
Ela se jogou da janela do quinto andar
Nada é fácil de entender..."

- A frase final deste trecho, descreve a situação em que vivemos. Julgamos as pessoas, seus motivos, sem nem mesmo dar lugar a explicações. Vivemos de especulações. Falamos do que achamos. Mesmo sem sabermos da verdade. Não buscamos entender o por que das coisas...

"Dorme agora
É só o vento lá fora..."

- Vejo esse trecho como o consolo de um pai, para um filho com medo de um barulho...

"Quero colo!
Vou fugir de casa
Posso dormir aqui com vocês?
Estou com medo, tive um pesadelo
Só vou voltar depois das três
Meu filho vai ter nome de santo
Quero o nome mais bonito"

 - Penso no trecho acima como várias declarações de filhos diferentes. Quantas destas declarações você já fez? Todas elas foram atendidas ou cumpridas?

"É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Porque se você parar pra pensar
Na verdade não há"

- Além de ser um dos maiores mandamentos que Jesus nos deixou, é um dos trechos mais lindos que existe (na minha humilde opinião). Algo tão simples, difícil e profundo ao mesmo tempo.

Meu irmão Marcos Vinicius, eu e o Pank (R.I.P.)!

"Me diz, por que que o céu é azul?
Explica a grande fúria do mundo"

- Vai me dizer que você nunca se perguntou isso? Talvez não tenha falado com ninguém por vergonha... Ou talvez tenha vivido como muitos ainda vivem sem questionar nada...

"São meus filhos
Que tomam conta de mim"

- Pensei nesse trecho, como um pai bem velhinho, num asilo talvez, abandonado por seus filhos, mas que ainda acredita neles e reforça isso para si...

"Eu moro com a minha mãe
Mas meu pai vem me visitar
Eu moro na rua, não tenho ninguém
Eu moro em qualquer lugar

Já morei em tanta casa
Que nem me lembro mais
Eu moro com os meus pais"

- Leio este trecho como frases isoladas. Vindas de diversas pessoas. Por que no meio dos amigos, sempre temos aqueles que moram sozinhos, entre tantas histórias... Histórias essas que por vezes são escondidas, esquecidas e desprezadas por nós...

"Sou uma gota d'água
Sou um grão de areia"

- Aqui vejo o reconhecimento de quem realmente somos. Por vezes, achamos que somos muita coisa, mas na verdade somos 1 em meio a muitos. Precisamos reconhecer que somos feitos da mesma matéria. Iguais diante de Deus.

"Você me diz que seus pais não te entendem
Mas você não entende seus pais
Você culpa seus pais por tudo, isso é absurdo
São crianças como você
O que você vai ser quando você crescer?"

- Os primeiros versos desta parte, me marcaram muito. Meu Deus... Temos a tendência de sempre por a culpa em alguém. Somos tão 'cegos' (metaforicamente falando) que não conseguimos enxergar que o erro pode estar dentro de nós? Até onde devemos levar e alimentar a soberba e o orgulho?

Pai, mãe, irmão... peço perdão pelo meu relapso. A culpa nunca foi de vocês. Sempre foi minha que inverti as prioridades. Dei valor a quem não merecia, talvez até merecesse, mas somente seria objetiva se a honra começasse com vocês, dentro de casa. Talvez essas palavras sejam apenas um discurso vazio, mas acreditem: Está gerando dentro de mim uma revolução. Espero que seja a revolução do amor. A Revolução de Jesus!

"Amar não é só dizer que se ama.
Amar não é só abraço.
Amar não é só mão na mão.
Amar não são beijos.

Amar é:
Eu me preocupo com você.
Eu me importo com você.
Eu ajudo você.
O que você precisa?"



"Mamãe, eu e papai!"

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

"Jeans e Camiseta"

Nada melhor que começar mais um ano, mais um período, mais uma temporada, um novo ciclo, ou seja lá como você queira chamar este tempo que se inicia hoje, com uma boa reflexão para aplicação imediatamente!

Há alguns dias fiz um comentário em uma postagem feita no Facebook, sobre um trecho de uma música da Legião Urbana, que já citei por aqui no post "Sobre o mesmo chão...":

"...afinal amar ao próximo é tão démodé."

Démodé significa fora de moda. Mas é engraçado que a frase acima soa tão fora de contexto nessa época do ano. Mas neste mesmo post, após meu comentário houve a seguinte metáfora:

"Metaforicamente falando acho que muita gente pensa que o amor é aquele roupa super especial que você espera o momento certo pra usar, mas demora tanto pra chegar que acaba ficando démodé mesmo. Talvez devêssemos pensar no amor mais como jeans e camiseta e usar todo dia, sem medo de ser feliz!"




Talvez seja démodé para você usar apenas "Jeans e Camiseta", mas esta forma 'simples', não tem erro. Metaforicamente falando.