domingo, 31 de agosto de 2014

"A Fila Anda..."


'A fila anda' é um termo bastante utilizado para quando as pessoas terminam um relacionamento e usam isso como forma de dizer que seguiram em frente, que o trem passou, o ônibus chegou e que a espera acabou. Mas o post de hoje tem como intenção de falar um pouco sobre a 23ª. Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que ocorreu de 22 a 31 de Agosto de 2014, no Anhembi.

sábado, 30 de agosto de 2014

28 são os novos 18

Ainda sobre o meu mês de aniversário...



Estou me sentindo como se eu tivesse acabado de completar 18 anos.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Poluição Visual



De dois em dois anos, nessa época do ano nas ruas, o que mais se vê, são sorrisos largos nos rostos das fotos que enfeitam a cidade. Ou devo dizer "enfeiam"?

terça-feira, 26 de agosto de 2014

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

"Troca-Troca"



Numa loja de sapatos o que mais se vê é um troca-troca.

Tira do estoque, devolve para o estoque, põe e tira...

Coloca no pé e não é bem como viu na vitrine...


domingo, 17 de agosto de 2014

Conexão restabelecida...





Queria ter ficado offline ontem no meu dia [16/08], e aproveitar os relacionamentos reais.

Um dia de verdade... Quem me dera...

Mas não foi possível.

A distância infelizmente é um mal que se faz necessário.

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

"Frituras, ácidos, cítricos e doces... "


Perto de comemorar o meu vigésimo oitavo aniversário, em mais uma consulta médica, [ato este que se tornou corriqueiro, para mim, nos últimos dias...] o médico analisa o exame que a pouco fiz, chamado de  Nasolaringofibroscopia e me diz que estou com 'laringite posterior', ou seja, vulgo 'refluxo'. E me diz que devo evitar frituras, ácidos, cítricos, doces e não ficar nervoso.

What...?

Conexão perdida...

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

JUDA$


Para quem não sabe, hoje a minha rede social virtual preferida é o Recanto das Letras. Este é um espaço aonde podemos nos expressar via poesia, frases, pensamentos... Etc. Onde pessoas do mundo inteiro tem acesso aos seus escritos e fazem comentários no que acreditam ser pertinente. É uma rede muito boa e gostosa de estar, pois ali é expresso o melhor ou pior de cada um através da arte da escrita. Lá me sinto muito mais à vontade do que em outras redes, virtuais ou não. Conheci este recanto dos poetas, através do meu amigo Fernando Souza, que hoje escreve o blog "Amargura Latente".

E para quem também ainda não sabe, foi através de um texto meu, postado lá no recanto, que fui convidado para participar de uma coletânea de poesias com poetas do Brasil todo. O livro se chama “Poesia e Arte”, edição 67 de 2014. Caso tenha interesse em adquiri-lo, entre em contato!

Enfim, sem mais delongas, certo dia, estava navegando por lá, quando li um pensamento sobre as pessoas que traem. O autor expressava que sentia ojeriza daqueles que cometem tal ato contra outra pessoa. Lendo aquilo, comecei a pensar que todos nós traímos.

sábado, 9 de agosto de 2014

"O 'post' é a voz que vos libertará!"


Essa frase é um verso da música "Amanhã... Será?" do trupe O Teatro Mágico. E refletindo um pouco sobre ela, olhando para o que nos rodeia, é uma expressão sincera do que realmente acontece. Hoje, temos a maior liberdade de expressão que já houve na história! Podemos através de alguns tantos caracteres, via a grande rede mundial chamada internet, dizer aos quatro cantos do mundo o que pensamos, embora existam pessoas que sofrem muito por sua grande exposição e reação que causam por suas fortes opiniões!



quinta-feira, 7 de agosto de 2014

M@L†®Ap!Lh0$: O relato de Fernanda 'Antes que seja tarde!'

Os Maltrapilhos eram um povo distinto, não extinto.


Eles tinham medo. Viviam isolados, se escondendo de tudo e de todos. Quem olha para eles pensa: "Em que década eles vivem?". Por mais que haja diferença entre cada ser humano, as pessoas tendem a extirpar todo e qualquer que dissimila e destoa da grande massa. Julgam que alguns são uma aberração.

Fernanda é uma maltrapilha. Não no sentido crasso da palavra, mas como uma expressão para se referir àqueles que andam perdidos por aí, com dúvidas sobre o que são, o porquê eles são o que são e qual é o papel deles neste mundo.

Dá para entender?

Ok, vamos ler um pequeno depoimento da Fernanda para tentarmos entender o que ela sente:


quarta-feira, 6 de agosto de 2014

C'est La Vie


Eu particularmente gosto muito dessa expressão.

Ela significa: "É a vida...!", expressão francesa indicando conformismo.

sexta-feira, 1 de agosto de 2014