quarta-feira, 27 de maio de 2015

O Paranóico



Ele achava que tinha o poder de ler a mente das pessoas. Olhava para as faces e logo discorria sobre o que pensavam. Ele se sentia acuado e violado, pois achava que todos eram contra ele. Na maior parte das vezes, ele estava errado. Ele tem tanto medo de estragar as coisas, que pensa logo que disse alguma besteira ou fez algo inapropriado. O problema realmente está nele. Não são seus olhos ou qualquer outra parte de seu corpo, mas sim sua mente e coração machucado pelos dias.

terça-feira, 26 de maio de 2015

A Prostituta

Ela é como qualquer outra mulher. Ora menina, ora madura e responsável, mas não deixa de ser mulher. Ela adquiriu a habilidade de se relacionar sem se envolver. Sabe o que tem que fazer. Ela é profissional. O que os seus clientes não sabem sobre ela, é que ela tem um coração, que bate, chora e sangra. Mesmo sobre toda a sua fachada e debaixo das muitas camadas de maquiagem. Alguns dizem que ela faz isso porque gosta, outros por falta de vergonha na cara, mesmo que algumas existam pelos motivos elencados acima, ela escolheu este caminho por não ver outra saída. Há quem a julgue. Há quem a culpe. Eu, não mais.

domingo, 24 de maio de 2015

Pensamento solto...



Tô aqui...
Mudando de canal.

E não achando nada interessante.

O sol está brilhando lá fora,
Mas eu estou aqui.

Me sentindo longe daqui.
Mas perto de você.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

A soma de todos os medos

A maior parte dos nossos problemas são ocasionados pela nossa falta de sinceridade. A começar consigo mesmo. E depois com as pessoas. Fingimos ser quem não somos no intuito de sermos quistos ou aceitos. Mas por quê tudo isso? A culpa de tudo isso, é o medo. Há algum tempo descobri que o medo em demasia causa problemas renais. Alguns podem dizer que é fruto de uma infecção, falta de ingestão de líquidos ou que se trata de um fator genético. Não podemos simplesmente atrelar a culpa a qualquer destes fatores e desconsiderar a minha descoberta acima. Eu tenho medo. Eu sinto medo. Causamos medo. Todos tem medo. Alguns demonstram mais que outros, mas a soma de todos eles causam mais problemas invisíveis do que visíveis.

quarta-feira, 20 de maio de 2015

John [O Homem Invisível]



Era uma tarde ensolarada de sábado. E mais uma vez, John estava enclausurado em sua fortaleza. No seu local secreto, no seu lugar seguro. Ele pensava que nada poderia atingi-lo e que se afastando de todos, estaria com a melhor companhia que poderia encontrar neste mundo: A sua própria companhia.



terça-feira, 19 de maio de 2015

"Acorde para a vida" [Wake Up]

"Ficar se lamentando pelo que você não tem, não vai trazer as coisas até você.

Se quer algo, vá atrás!
Busque!
Lute!
Conquiste!

Não inveje o outro, pois você não sabe o que ele passou para chegar aonde está!

Acorde!

Já passou da hora de viver."


domingo, 17 de maio de 2015

A mente 'mente'?


A mente idealiza o que o corpo deseja.

Projeta o que os olhos almejam.

Verdade ou mentira?
Quem diria?
Quem assumiria?

Que tudo não passou apenas de retalhos de uma mente sem mais lembranças...

sábado, 16 de maio de 2015

Reeducação


O sentimento é intenso.
Como se tivesse que reeducar
uma criança mimada.
É como se ambas pessoas,
Residissem dentro de um mesmo corpo.
Quando a criança
surge com uma nova questão,
O 'eu' "adulto",
Precisa logo explanar
sua visão experiente das coisas...

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Vilipendiando o inverso

Ao invés de ser a mudança que eu tanto quero ver nas pessoas, no mundo... eu sou o inverso. Desprezo. Não prezo. Eu sempre erro. No mesmo erro escorrego. Ajo como não gosto que ajam comigo. Vilipendiando, peço que não me façam chorar e nem sofrer, mas o inverso do que peço, eu faço.


quinta-feira, 14 de maio de 2015

Benjamin



Ele não estava entre os mais quistos, por isso se sentia sempre desprezado. Talvez deslocado, fosse o termo mais apropriado, que mais se encaixasse com ele.

quarta-feira, 13 de maio de 2015

#FanFiction: Revenge



Infelizmente, Revenge chegou ao fim, para a minha tristeza. Mas chega de drama. Neste post, vou tentar expressar o que aprendi com essa série, que além de me entreter também me surpreendeu.

terça-feira, 12 de maio de 2015

Monotonia no outono...


Ele acorda às 6 da manhã.
E na cama mesmo, já trama como será até o fim do dia.
Faz um passeio para chegar ao seu ganha pão.
Lá, trabalha por que precisa e para distrair sua mente da realidade que não lhe dá trégua.
Come, pensando ser este o seu vazio.
Tenta justificar o porquê das coisas.
Sabe que deveria fazer o que sabe, mas não tem forças para dizer que sim ou não.
Ele realmente não sabe o que quer.
A cada passo um desejo, um sonho diferente.
Quer muitas coisas alcançar.
Quer muito realizar, mas parado assim, ele não pode mais ficar.
Acho que ele está no outono.
Pois parece que está seco e sem mais folhas.
Não tem mais nada para ser tirado ou arrancado.

segunda-feira, 11 de maio de 2015

A insatisfação da satisfação


A satisfação
é fruto de uma boa imaginação.

Espera pela atenção,
e não se contenta
com qualquer distração.

Espera comoção e dedicação.

Mas vive sem percepção.

Do que é certo.

Do que é errado.

sábado, 9 de maio de 2015

Tudo o que nunca foi dito



Pensando sobre tudo o que você nunca disse
Seria melhor, se eu gastasse meu tempo
Revirando minha mente atrás de provas das coisas que eu nunca lhe disse
Ao invés de te culpar por algo

sexta-feira, 8 de maio de 2015

O Vazio



Existe um vazio dentro de mim. Não é fome, nem sede.
É algo que não pode ser preenchido por nada físico, nada comível, nem bebível.
Nada comprado, nem recebido...

[incompleto]

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Guerras

Hoje tenho visto e presenciado situações onde por causa de fé, religião ou opção, como estes assuntos tem sido o motivo de grandes guerras e tabus.

Se você pertence a qualquer grupo, para mim, não significa que aja de forma igual ou pense da mesma forma sobre todos os pontos.

Embora o estar junto, demonstre identificação com a causa, o que não podemos esquecer é que são pessoas diferentes que pensam diferente.

Por mais que haja semelhanças e deverás afinidades, em algum ponto vão surgir algumas interrogações. Eu não quero participar de nenhum grupo. Eu não quero defender nenhuma causa. Eu quero apenas ser livre e viver o que eu acredito. Perto de quem me faz bem e longe de quem me faz mal.

terça-feira, 5 de maio de 2015

Desculpa aí!



Esse é o meu mal.

Às vezes,
Quase sempre,
Todo dia,
Toda hora,
Sou assim.

Já perdi muito tempo.

Então, sinto que não há mais tempo para perder.

Louco isso né?

segunda-feira, 4 de maio de 2015

"Carentes de Atenção"


Vivemos num tempo, onde o mais importante deixou de ser o 'estar em meio as pessoas', para 'quantas pessoas falam conosco, quantas pessoas curtiram nosso status ou as nossas fotos', em nossas redes sociais.

Mas, mais importante que aproveitar o momento, tem sido o registrá-lo. O que esperar da geração que está nascendo?

domingo, 3 de maio de 2015

Como uma onda no mar...


A vida é mesmo como uma onda, que vai e volta.
O que você faz por aqui, você pode ter certeza que vai voltar.
Seja algo bom ou ruim.
Pode esperar.
Vai votar.

sexta-feira, 1 de maio de 2015

O encontro...



O encontro do fogo com a gasolina causa uma grande explosão. O fogo com a palha, não causa grandes proporções. Queima rápido, então não se propaga. Assim como água e óleo não se misturam, existem junções que não combinam. Mas a fome com a vontade de comer, se dão bem. Principalmente quando se tem o que comer.