sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Aprendendo uma lição com o filme 'Frozen'



Você já assistiu ao desenho Frozen? Se não, provavelmente já deve ter ouvido ou cantarolado:
"Let it go, let it go...". Se não sabe do que estou falando, veja o vídeo abaixo:

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

inferno



As pessoas insistem em dizer que ele está errado.


Que seu comportamento é inapropriado
e que as suas atitudes vão levá-lo ao inferno.


Mal sabem elas, que ele já vive no inferno.


Enquanto elas vivem lindas e belas
com suas vidas medíocres,
ele precisa se esconder,
se esgueirar para não ser importunado,
para não ser rechaçado pela sociedade
que impõem padrões normativos que invalidam totalmente um único mandamento deixado.

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Mão de dedos podres



Polegar - É legal. Te dá um joinha. Mas quando recebe um não, ele não é mais tão legal.

Indicador - Indica tudo. Te ilude, te faz pensar em coisas que nunca pensou. Te inclui em seus sonhos e quando você começa a compartilhar dos mesmos, ele te cutuca até você acordar do sonho em que estava.

Dedo médio - É aquele que mais se destoa. Odiado por uns, mas reconhecido por seu valor por outros. É de certa forma mal compreendido e acaba sendo muito usado para um mal comum.

Anelar - Alguns dizem que ele é anular, mas ele é primordial, pois aloja alianças. Vez ou outra essas alianças são verdadeiras, outras apenas adornos, mas ninguém pergunta para ele, se ele realmente quer algum relacionamento sério.

Mínimo - É pequenino, mas muito importante. Ao ponto de ser imprescindível. Embora seja muito usado para outros fins...

Interrompemos este post, pois houve um problema na contagem dos dedos, então essa história se perdeu em seu contexto! =/

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

O conto da carochinha

Queria ter ficado. Ter tentado. Mas seus amigos nos atrapalharam. Então preferi não atrapalhar também. No entanto, minha mente não descansa. Só se cansa de pensar: Como teria sido? Me fazendo ficar apenas arrependido. De não ter tentado nada antes. É sempre assim mesmo. Quando eu vejo e penso, já é tarde demais...


Moral da história:

"Fica a vontade de provar do improvável, que só deixa a dúvida do que seria."

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Rascunhos


Tantos rascunhos

Escritos
todos
ao punho

Alguns
digitados pelos dedos

Outros
fadigados pelo tempo

Tempo esse
que transcende

O hoje,
o ontem,
o agora

Mas que espera com ânsia
pelo amanhã

sábado, 17 de outubro de 2015

Aprendendo a ser feliz...

Nenhuma companhia deve ser mais importante do que a sua própria. Se ame. Se valorize. Corra atrás do que te faz feliz. Não espere a felicidade bater na sua porta. Não perca as oportunidades de ser feliz, de sair mesmo que seja sozinho. Às vezes é só um pouco de sol que nos falta.

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Como os pássaros [Outro]



Pessoas são como pássaros.
Podemos prendê-las em gaiolas,
Mas se elas serão felizes ou se viveram bastante,
é outra história.

Assim como gostamos da liberdade
de ir e vir sem muitas satisfações,
As demais pessoas também!

Podemos deixa-las livres para voarem,
Mas o medo aprisiona.
Nos aprisiona.

Já ouvi dizer,
que quem fez do seu coração uma morada, volta.

Misturado e meio inventado,
Faço deste o meu pensamento



quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Destinada ao Erro

Você está fazendo isso errado!

Se a sua intenção é chamar a minha atenção,
Me fale claramente.

Não haja como se estivesse certo e eu errado.

Porque toda história sempre tem dois lados.

E como tendenciosos que somos,

Sempre prezamos pelo nosso lado.

Isso também não significa

que eu esteja certo e você errado.

Eu sei que falho por esperar que você haja como eu quero.

Eu sei.

Eu também estou fazendo isso errado.

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Devaneios da madrugada


Indireta direta:

Sem mais paciência,
Para sua total incoerência.
Procure no dicionário,
O que significa coerência.
E talvez você entenda,
Que só pode colher os frutos,
Daqueles que cultivou.


Indireta formal:

"Sem mais paciência para a incoerência. No dicionário, está o significado de coerência. Talvez seja preciso entender que só se pode colher frutos das sementes que são plantadas."

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Nessa longa estrada da vida...



Nessa longa estrada da vida, coisas boas e ruins acontecem. Lições nos são postas a todos os momentos. O que nos resta é apenas extrair o melhor e o pior de cada momento. Para que numa segunda oportunidade, possamos optar por repetir ou deixar partir.

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Linha Vermelha


Quando cruzo a linha vermelha, é inevitável não me lembrar. Não pensar em quanto tempo eu me vi gastar. Não que eu esteja reclamando, porque investindo era o que estava. Mas você não soube me amar. E não adianta reclamar, pois pode ser que era eu quem não sabia de verdade amar.

domingo, 11 de outubro de 2015

A Lista 3

Ao conseguir arrancar um sorriso de Monalisa,
eu não sabia bem o que eu queria.
Quem se importa com a idade?
De um extremo ao outro, eu vou, ou ia.
Experiência nos cabelos,
mas tão excêntrico quanto os mesmos.

Num passeio de trem, os pensamentos sempre vem.
A aventura na locomotiva em movimento,
torna tudo mais emocionante.

Depois de assistir, resolvi encenar.
Não foi uma farsa, foi uma boa meu 'parça'.
Esperei na porta, mas sem resposta.
Então, você disfarçou e me afastou.

Saindo de lá, via transporte coletivo,
absorvo no coletivo o que se exala por lá.

Uma reprise é sempre boa, mas não quando me enjoa, me levando apenas para umas voltas ao quarteirão,
só me fazendo não querer mais do mesmo.

sábado, 10 de outubro de 2015

Lágrimas



Depois de muito chorar por alguém que não te quer, depois das lágrimas terem limpando seu olhar, você começa a ver pessoas que se interessam por você. Não por dó, mas por verem algo de bom em você.

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

VALE: Ele / Ela - Uma outra história [Posfácio]

Quando terminei de escrever o conto Ele / Ela, eu já estava desenvolvendo uma outra história. Ela estava seguindo a mesma linha do anterior e como essa história não tem relação com a outra, mas contém a mesma forma de detalhamento dos fatos e das personagens, decidi utilizar o mesmo titulo, mas com ênfase numa semântica.


quinta-feira, 8 de outubro de 2015

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Por hora... [2 become 1]



Dos beijos doces que me destes,
Das promessas que me fizestes,
Todas eu guardei.
Guardei-as na caixa das lembranças de curto prazo.

Ainda luto e reputo contra todos,
Mais contra mim, do que contra ninguém.
Pois acreditei no que ouvi.

Embora eu saiba que não estás aqui,
Libero estes sentimentos
Para que sejam apenas boas lembranças livres,
De um tempo bom,
Que não vai voltar mais.

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Aprendendo a perder...

Alguém gosta de perder alguma coisa? Costumo dizer que a única coisa que algumas pessoas gostam, é de perder peso. Enfim, sobre todas as coisas que aprendemos ao longo de nossa vida, a única lição que não é bem quista ou aprendida, é sobre perder. Desde crianças, somos ensinados que devemos ser sempre os melhores e que ganhar é o alvo. Sendo assim, crescemos na expectativa de que precisamos vencer, mas se algo não sai como o esperado, acabamos por ficar frustrados. Então, diante disso, tenho procurado não criar expectativas, por mais difícil que essa tarefa seja, ela é muito necessária, pois se projetamos algo em alguém, certamente seremos frustrados, pois assim como falhamos alguém vai falhar conosco.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015