sábado, 8 de abril de 2017

O homem pássaro







Por experimentar da liberdade
De voar por vários ninhos
Este quando se sente preso
Voa bem alto e longe








Assim como um pássaro que nasce em cativeiro
Quando percebe a porta de sua gaiola aberta
Não sabe o que fazer?

Mesmo com medo de sair
De se arriscar
De alçar voo
E no chão se espatifar
Decidiu sair daquela zona de conforto

Quando começou a parar em vários ninhos
Procurou
Procurou
Procurou
Até que enfim o seu encontrou

Ainda assim o homem pássaro precisa voar
Não pode ter suas asas podadas
Pois se não será o homem que se esqueceu de suas asas
E abismo pulou

Nenhum comentário:

Postar um comentário