sábado, 12 de dezembro de 2015

O complexado

Para começar, ele já não gosta do seu nome. Do Seu pouco cabelo. Do seu corpo. Do seu peso. Dos seus dentes amarelados por excesso de antibióticos tomados quando criança. Não acha muita beleza em seu rosto. Às vezes, consegue um bom ângulo. Embora goste muito da cor dos seus olhos. Ele tem dificuldade em confiar. Gostaria de ter o poder de ler as mentes. Gosta que as coisas saiam como ele quer. Se assim não acontece, já encontra vários problemas que não existem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário