domingo, 1 de novembro de 2015

Esmero

Eu não desisto.
Eu não mais insisto.

Sigo o que me apraz.
Mas ainda espero pelo esmero.

Não mais imploro pelo remorso.
Tento viver pleno e intenso.

Palavras são ditas.
Muitas são benditas, outras não deviam nem ser ditas.

Mesmo assim, nessa estrada sigo.
Dizendo sim querendo dizer não.
Dizendo não querendo realmente dizer sim.

Vai entender...

Nenhum comentário:

Postar um comentário